5 diferentes tipos de rodapé e como utilizá-los em cada tipo de projeto

5 diferentes tipos de rodapé e como utilizá-los em cada tipo de projeto

Você sabia que é possível renovar a cara de uma casa com pequenos ajustes? Um dos elementos que pode mudar completamente o visual de um ambiente é o rodapé. Isso mesmo! Esse item, que muitas vezes passar despercebido na hora da reforma ou construção, tem grande influência no estilo.

Muitas vezes nem é preciso trocar o piso. Apenas conhecendo os tipos de rodapé e escolhendo o que mais se adapta às necessidades e ao estilo dos moradores já é possível solucionar uma série de problemas.

Neste post vamos mostrar os principais tipos de rodapé e como escolher o modelo ideal para cada ambiente. Siga a leitura e aproveite!

Quais são os principais tipos de rodapé?

Os rodapés fazem parte da decoração e têm uma função além da estética. Eles servem para proteger a pintura das paredes, fazer o acabamento do piso e até esconder parte da fiação elétrica da residência.

Para cada necessidade, um dos tipos de rodapé é mais indicado.

Cerâmica

Os rodapés cerâmicos mais utilizados são recortes do mesmo piso aplicado no chão. Alguns modelos possuem chanfro ou friso, outros são completamente lisos. Eles são práticos de limpar a altamente resistentes.

A instalação segue as mesmas orientações de assentamento do piso, sendo necessário o uso de argamassa e rejunte para o acabamento.

Mármore

Quando a intenção é um estilo um pouco mais sofisticado, o mármore pode ser um ótimo recurso para o rodapé. É possível recortar peças de qualquer tamanho e o assentamento pode ser feito combinando uma pequena faixa no chão para dar acabamento.

Assim como os modelos em cerâmica, o rodapé de mármore tem alta resistência e facilidade de manutenção.

Gesso

Já os rodapés de gesso, apesar de fácil instalação, são um pouco mais frágeis. Entretanto, os recursos estéticos são maiores. É possível encontrar modelos com desenhos e relevos variados, trazendo mais opções para a decoração.

Madeira

Os tradicionais rodapés de madeira ganharam novas versões. Hoje é possível encontrar modelos das mais variadas cores e tamanhos. Apesar de mais frágeis que os tipos cerâmicos e de mármores, eles ainda são bastante resistentes.

A manutenção é feita com uma limpeza regular e pintura de acordo com o desgaste do material. Essa opção garante uma grande facilidade de alterar o visual do ambiente.

Poliestireno

Os rodapés de poliestireno são ideais para quem quer aproveitar essa área para esconder a fiação elétrica. Isso porque esse modelo permite a criação de uma área vazada para a passagem de cabos.

Como escolher o rodapé ideal?

Com tantos tipos de rodapé disponíveis, pode parecer um tanto difícil encontrar o modelo ideal. O segredo está em analisar o ambiente e entender duas principais necessidades: função e estilo.

Função

Em áreas molhadas, por exemplo, o uso de rodapés cerâmicos ou de mármore é mais indicado. Isso porque o excesso de umidade pode ser prejudicial aos outros materiais. Em locais de alto tráfego, o uso de modelos de gesso também não é aconselhável.

Já se a ideia é revestir um quarto, a liberdade de escolha é um pouco maior, podendo ser consideradas apenas as questões estéticas.

Estilo

Independentemente dos tipos de rodapés escolhidos, uma questão precisa ser respeitada: o estilo de decoração.

As cores, texturas e até o tamanho do rodapé devem conversar com o estilo do cômodo. Para uma decoração minimalista, por exemplo, os modelos lisos são uma ótima opção. Os tipos mais altos passam uma imagem mais elegante, enquanto os estreitos dão um ar moderno.

Com um pouco de criatividade é possível usar os diferentes tipos de rodapé como aliados na decoração dos ambientes. Aproveite nosso site e confira todos os modelos disponíveis para o seu projeto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This