Entenda o conceito de permacultura para a arquitetura e urbanismo

Entenda o conceito de permacultura para a arquitetura e urbanismo

A sustentabilidade tem se tornado um assunto cada vez mais em pauta atualmente. Hoje, tem-se consciência de que a degradação do meio-ambiente traz péssimas consequências para as próximas gerações, piorando a qualidade de vida em curto e longo prazo.

Como a construção civil é um dos setores que mais consome insumos e materiais, é fundamental utilizar técnicas e metodologias sustentáveis. Ao longo dos anos, novas estratégias foram criadas para transformar a arquitetura em uma ciência sustentável, que promove a evolução das construções e da vida das pessoas.

Nesse contexto, a permacultura é um conceito que está revolucionando o mercado e que pode ajudar você a aproveitar as oportunidades de crescimento e atração de clientes atuais. Quer entender o que é permacultura e como ela pode ser implementada na arquitetura e urbanismo? Veja as informações que listamos abaixo!

O que é a permacultura?

A permacultura consiste no planejamento das ocupações humanas de forma sustentável e que promova o avanço dos processos. Como o crescimento das cidades e do espaço urbano é inevitável, fez-se necessária a criação de técnicas que não degradam o meio ambiente.

Um dos seus principais objetivos é promover o uso racional dos recursos naturais, causando o mínimo dano possível. Entre os aspectos fundamentais dessa metodologia, podemos destacar a necessidade de:

  • criar sistemas de comunidades humanas sustentáveis;

  • aplicar o conhecimento tradicional e as ciências e tecnologias modernas em conjunto;

  • usar os processos naturais como referência para a determinação das atividades e modelos antrópicos;

  • estimular a conscientização de toda a sociedade para o uso de práticas ecologicamente corretas.

Em um primeiro momento, a permacultura era aplicada apenas ao planejamento agrário e à produção no campo. Com a obtenção de resultados positivos, esse conceito se espalhou para diversos outros ramos de atuação, como a arquitetura e o urbanismo.

Como ela pode ajudar um arquiteto?

A permacultura é um conceito que deve ser aplicado em todos os setores da nossa sociedade. Grande parte da população já começa a adotar políticas e medidas sustentáveis em suas rotinas. E isso torna o mercado consumidor mais exigente quanto à utilização de práticas ecologicamente corretas.

Um arquiteto que não segue essa tendência perde espaço para seus concorrentes, além de não ajudar na preservação da natureza. Seus projetos devem ser fundamentados em critérios que causam pouco impacto ao meio ambiente, respeitando as terras cultivadas, os animais e os recursos naturais.

De qual forma ela pode ser aplicada em projetos?

É perceptível que a permacultura muda a forma com que um arquiteto projeta suas soluções, mas como ela deve ser colocada em prática?

Por exemplo, uma residência deve ser posicionada para aproveitar o máximo de luz solar, a fim de reduzir o consumo de energia elétrica para a iluminação dos ambientes. Além disso, o uso de energias renováveis, como a fotovoltaica e a eólica, reduzem ainda mais esse consumo.

A mão de obra utilizada no canteiro deve ser local para evitar o deslocamento de pessoas e tornar o ambiente autossuficiente em longo prazo. As matérias-primas recicladas são insumos construtivos que devem ser utilizados por um profissional antenado com as novidades do mercado.

O tratamento de efluentes e a renovação do ecossistema hídrico também são bons exemplos da aplicação da permacultura na arquitetura. Todas essas medidas favorecem a preservação da natureza, combatem o surgimento das ilhas e melhoram a interação entre os seres humanos e o meio ambiente.

Gostou desse post e quer continuar por dentro das principais tendências da arquitetura e urbanismo? Basta assinar a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This