Iluminação do escritório: como iluminar o ambiente de trabalho?

Iluminação do escritório: como iluminar o ambiente de trabalho?

Hoje, mais do que nunca, o mundo dos negócios privilegia os profissionais com bons resultados em produtividade. E uma premissa básica para o sucesso — independentemente da atividade exercida é dar atenção às condições de conforto do seu ambiente de trabalho.

Certamente, o escritório é um dos lugares nos quais você mais passa horas do seu dia. E, para construir um espaço propício à concentração e ao rendimento profissional, é preciso organizar aspectos físicos importantes do local — como a iluminação.

Você quer melhorar a sua produtividade? Então, confira algumas dicas valiosas sobre a montagem do ambiente de trabalho e a iluminação do escritório!

Priorize a saúde dos seus olhos

A iluminação é um dos principais aspectos relacionados ao conforto dos seus olhos e, consequentemente, do seu cérebro. Um ambiente mal iluminado pode desencadear diversos desconfortos — como irritação e cansaço nos olhos, visão borrada, ressecamento ocular e dores de cabeça.

Para evitar esses incômodos, é preciso implantar alguns elementos favoráveis à luminosidade ideal. Aproveitar a luz natural, equilibrar a intensidade e evitar contrastes extremos são alguns princípios essenciais para o conforto visual.

Esteja atento aos elementos do ambiente

Um bom projeto de iluminação deve considerar o posicionamento dos elementos em relação às fontes de luz. Os computadores, por exemplo, jamais deverão ficar de frente ou de costas para a janela, pois essas condições geram escurecimento e reflexos nas telas. Lembre-se: a luz deve incidir de lado sobre os monitores.

As cores dos pisos, das paredes e das cortinas também podem auxiliar no conforto visual. Diferentemente de elementos escuros, superfícies claras e foscas refletem melhor a luz, potencializando a iluminação do ambiente. No entanto, não escolha revestimentos muito brilhantes, já que eles podem gerar ofuscamento.

Converse com um arquiteto para entender melhor as condições de posicionamento das suas janelas. Ele pode analisar a incidência do sol direto e indireto, do céu nublado e até mesmo do reflexo de outros edifícios — fatores externos que influenciam bastante na luminosidade natural.

Aproveite as vantagens da iluminação natural

A luz natural é, comprovadamente, mais agradável aos olhos do que a produzida artificialmente. Mas como controlar essa luminosidade? Além de estudar o posicionamento das janelas, invista em cortinas e persianas de boa qualidade para impedir a passagem do sol direto.

Você pode otimizar a luz natural no seu espaço profissional. Quando o sol não incidir diretamente no escritório, portas e janelas abertas — ou fabricadas em vidro — proporcionarão uma claridade generosa. Além de arejar o ambiente, aproveitar esse tipo de iluminação é uma atitude econômica e sustentável.

Planeje a iluminação artificial do escritório

Quando a luz natural não estiver disponível, é possível simular uma luminosidade semelhante. Evite lâmpadas no teto de iluminação direta ou voltagem muito alta, visto que elas são intensas demais e produzem calor no ambiente.

Priorize uma iluminação difusa, visando distribuir a luz de maneira uniforme. Lâmpadas frias e de LED proporcionam uma coloração mais branca e homogênea, além de serem notavelmente mais econômicas do que as lâmpadas quentes.

Um bom projeto de interiores é imprescindível para a correta iluminação do escritório. Lembre-se: o ambiente de trabalho é a sua segunda casa! Aproveite essas dicas para gerar uma luminosidade adequada e impulsionar sua produtividade. Afinal, não há limites para o sucesso!

O que você achou das dicas para cuidar da manutenção de piso laminado? Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outras novidades! 

Comments (2)

  1. Gostei muito do que li aqui no seu site.Estou estudando o assunto,Mas quero agradecer por que seu texto foi muito valido. Obrigado 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This