Pisos para escolas: como escolher o tipo ideal?

Pisos para escolas: como escolher o tipo ideal?

Em uma escola, a escolha de todos os aspectos dos cômodos e salas deve ser feita pensando no bem-estar dos alunos e funcionalidade do ambiente. E o piso, por exemplo, não fica fora disso: existe um tipo ideal para todas as partes da escola.

Cada local possui sua particularidade e deve estar pronto para atender as crianças — e o chão que elas pisarão deve estar preparado para isso. Mas, como escolher pisos para escolas, afinal? A gente te explica no post de hoje!

Como escolher pisos para escolas?

Para não prejudicar o aprendizado de suas crianças, é essencial que, em seu planejamento, você entenda quais as reais necessidades de cada ambiente (assim como você já fez em sua casa). Essa dica serve para escolher o piso de todos eles.

E não se engane: mesmo que este pareça apenas um detalhe, o revestimento das salas faz toda a diferença para as crianças, sendo capaz de influenciar até na proliferação de doenças — além de, claro, poder causar acidentes (imagine um piso escorregadio perto de uma piscina, por exemplo?).

Confira algumas dicas simples para entender cada local do ambiente escolar e fazer a escolha mais assertiva dentre as alternativas:

Salas de aula

As salas de aula são o foco de toda escola. Existem várias e, além disso, é lá que os pequenos costumam ficar na maior parte do tempo. Neste caso, sua escolha deve ser feita com foco principalmente na idade de seus alunos. Confira:

Até 5 anos

No caso de berçários, é interessante um piso antiderrapante e que seja fácil de limpar, afinal, as crianças dessa idade estão sempre derramando coisas pelo chão. O piso vinílico é uma boa opção, que apresenta também um ótimo custo-benefício.

Acima de 5 anos

Mais crescidas, as crianças desta idade não sujam tanto e têm maior controle sobre seu corpo. É legal investir em pisos monolíticos — eles também são excelentes.

Cozinhas e banheiros

Para estes cômodos, o ideal é ter em mente que a segurança é fundamental. Ambos podem ficar úmidos e possuem objetos que podem machucar, por exemplo. Por isso, invista em cerâmica ou porcelanato, que podem ter um revestimento antiderrapante por cima.

Pátios

Os pátios e salinhas de brincar podem ser revestidos por pisos que instigam as crianças e mexem com o lado mais lúdico. Nada melhor para isso do que os pisos emborrachados, que são também muito seguros, já que amortecem os variados impactos causados pelas brincadeiras das crianças.

Também é possível fazer um mix de pisos, deixando o ambiente ainda mais personalizado. Os pisos que imitam grama falsa, por exemplo, podem ser interessantes para as crianças. Só não se esqueça de limpá-lo regularmente.

Bibliotecas

As bibliotecas são ambientes de leitura, silêncio e de poucas brincadeiras. Por apresentar menos riscos – afinal, as crianças ficam sempre quietinhas por lá —, você pode ousar mais na escolha do piso (ou dos pisos). Misturar carpetes e tapetes com pisos vinílicos pode ser interessante.

Laboratórios

Os laboratórios são usados pelos maiores, mas não podem ser deixados de lado nos quesitos limpeza e segurança — que você provavelmente entendeu que são essenciais ao se planejar a reforma de uma escola.

Para evitar acidentes, sujeira e confusão, busque por pisos antiderrapantes e totalmente nivelados. Os pisos vinílico em manta são uma boa solução, tendem a ser mais resistentes e não favorecerem a proliferação de bactérias. São os principais pisos utilizados em hospitais e tem a aprovação da ANVISA.

Gostou de entender um pouquinho mais sobre a importância da escolha perfeita de pisos para escolas? Então, curta nossa página no Facebook e acompanhe nossas atualizações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This