entenda-como-escolher-o-rodape-ideal-para-cada-ambiente.jpeg

Entenda como escolher o rodapé ideal para cada ambiente

Você acaba de comprar seu primeiro imóvel? Está reformando para decorá-lo e deixá-lo a sua cara? Geralmente, uma das primeiras fases da obra é trocar o piso ou o revestimento, e logo surge a primeira dúvida: como escolher o rodapé ideal para cada ambiente?

Os rodapés podem mudar completamente a decoração de um ambiente e, na verdade, eles são mais do que uma opção decorativa. Se você não sabe como escolher o rodapé ideal e deseja entender mais sobre o assunto, não se preocupe!

Selecionamos algumas dicas para ajudá-lo a fazer a escolha certa, inclusive, de acordo com o tipo de material, abordando o rodapé de porcelanato, em MDF e em pedra. Aproveite a leitura!

Conheça a função e evolução dos rodapés

Até pouco tempo atrás, os rodapés eram usados apenas para proteger as paredes de danos causados por equipamentos de limpeza, como vassoura, aspirador de pó e rodo. Por isso, a moda era fazer com que ele ficasse o mais discreto possível e parecesse uma continuação do piso.

Essa ideia ficou para trás. Atualmente, os rodapés ganharam uma função que vai além de proteger as paredes: eles passaram a ser um item de destaque na decoração. A gama de opções disponíveis no mercado aumentou bastante e, hoje, é possível encontrar rodapés de diferentes materiais, tamanhos, formatos e cores para dar mais estilo aos ambientes.

Dessa forma, a escolha do rodapé deixou de ser automática e simples e passou a ser mais uma decisão importante da reforma, que merece atenção e precisa seguir algumas regras para deixar os cômodos bonitos e aconchegantes.

Defina o material do rodapé

Existem rodapés de cerâmica, porcelanato, pedra, madeira, MDF, poliestireno (isopor reciclado) e metal. Para definir a melhor opção, é preciso avaliar em qual cômodo ele será aplicado e qual estilo de acabamento e decoração você deseja fazer na sua casa.

Se o ambiente for externo ou entrar em contato com água e umidade constantemente, como cozinhas e banheiros, dê preferência à cerâmica, ao porcelanato próprio para áreas externas, à pedra e ao poliestireno, que são mais resistentes. Se o ambiente for interno, como quartos e salas, além das opções anteriores, é possível aplicar rodapés de madeira e de perfil de alumínio.

Rodapé de porcelanato

A escolha pelo rodapé de porcelanato é uma das mais inteligentes para sua casa. Além de promover maior elegância no ambiente, o rodapé de porcelanato pode ser facilmente harmonizado com o revestimento do piso e é considerado o tipo de revestimento perfeito para o mundo moderno de hoje. Isso porque quase não necessita de manutenção após a sua instalação.

Sua aplicação é fácil: você só precisará de um tipo de argamassa específica, que sirva de cola para as peças. As peças, por sua vez, podem ser cortadas para melhor ajuste na dimensão do seu rodapé. É um tipo de rodapé cuja altura varia de 7 a 14 cm (de acordo com a peça que tiver sido escolhida). O cuidado aqui é para que o resultado não seja um rodapé muito alto, pois isso pode causar a impressão de “achatamento” no ambiente.

O porcelanato pode ser encontrado em diferentes espessuras e colorações, além de ter a vantagem de poder imitar outros materiais, como a madeira e o mármore, bem como outras texturas encontradas na natureza (o que facilita mais ainda a combinação com o seu piso).

Mas a principal vantagem do rodapé de porcelanato é a superfície impermeável que protege a parede durante a limpeza. Sua durabilidade em relação a outros materiais é mais alta: o porcelanato não risca e é bem resistente a produtos químicos. Nada mais cômodo para a sua rotina!

Rodapé em MDF

O rodapé em MDF pode ser natural (cru) ou entregue pintado e/ou revestido com diferentes acabamentos. Uma dica para esse tipo de material é utilizá-lo longe de áreas molhadas, como os banheiros e áreas de serviço. O MDF é recomendável somente para áreas secas. O mesmo serve para a madeira maciça, que é um tipo de rodapé que não empena nem trinca, mas não é indicado para áreas molhadas.

Para os rodapés em madeira, é fundamental verificar na loja se há tratamento anticupim. Assim, você evita problemas futuros com aqueles “pequenos invasores”, garantindo a conservação dos rodapés.

Rodapé em pedra

O rodapé em pedra, como mármore ou granito, geralmente, acompanha o piso, e o material é o mesmo utilizado nas soleiras ou nas pias. É uma opção nobre para o seu ambiente, além de ser muito resistente e fácil de limpar. Esse tipo de rodapé pode ser usado na altura que você desejar.

Caso você goste de ambientes amplos e discretos, a melhor opção é usar o mesmo material do piso. Mas, se a ideia for dar destaque ao rodapé ou gerar uma sensação de descontinuidade da parede e do chão, o mais recomendável é escolher um material distinto.

Selecione o tamanho mais adequado

O padrão de tamanho do rodapé é de 7 cm de altura, mas, atualmente, é possível encontrar no mercado opções de 10, 15, 20 e 25 cm. Para escolher o tamanho ideal, é interessante considerar a altura do pé direito do imóvel e o tamanho dos cômodos.

Quanto mais alto o pé direito e maior o cômodo, maior pode ser o rodapé. Evite, porém, colocá-lo acima de 10 cm de altura em casas com pé direito baixo ou em apartamentos pequenos, pois ele deixará os ambientes ainda menores.

Somente no lavabo, é possível desconsiderar a regra da altura e abusar no estilo, usando as últimas tendências e combinando rodapés grandes com papéis de parede e demais itens de decoração.

Escolha a cor perfeita

As alternativas mais básicas e neutras são ideais para pessoas que preferem ambientes limpos, leves e tradicionais. Elas combinam com qualquer cor de tinta e de piso ou revestimento, sendo, portanto, opções mais seguras nesses casos.

No entanto, se a sua intenção for inovar, invista em cores mais escuras, como cinza, preto e tons que simulam madeira para enquadrar as paredes e separá-las completamente do chão. Rodapés bem coloridos são modernos, mas podem cansar um pouco o olhar dos moradores. É uma questão pessoal, afinal, aqui não existe uma regra.

Se optar por rodapés de cor clara, como o branco, uma boa dica é dar um contraste com a cor da sua parede. O branco é uma cor fácil de combinar, logo, os rodapés podem ser os mesmos nas áreas sociais e/ou íntimas da casa, mesmo que os pisos sejam diferentes, pois haverá uma ideia de continuidade em toda a decoração escolhida.

Mas, se o espaço for pequeno, a melhor dica é escolher um rodapé da mesma cor do seu piso, pois isso dará a ideia de maior amplitude.

Combine o rodapé com o batente da porta

Quando escolher a cor dos rodapés, lembre-se de combiná-la com o batente da porta. O material dos dois não precisa ser o mesmo, mas o ideal é que os dois sejam de cores semelhantes. Por exemplo, se escolher o rodapé na cor branca, o batente da porta deve acompanhá-lo, sendo da mesma cor.

Assim, a ideia de continuidade na decoração será mantida. Já os acabamentos não precisam ser totalmente iguais, e podem sim ser diferentes, desde que “conversem” entre si para que o ambiente fique harmonioso. 

Veja qual o rodapé ideal para cada ambiente

Se o rodapé deixou de ser apenas um detalhe e hoje tem bastante relevância nos projetos de decoração, é compreensível que cada ambiente pode receber um tipo de rodapé diferente, não é? Por isso, veja as dicas para escolher o rodapé de acordo com o ambiente ou cômodo da casa:

Ambientes com muitos elementos decorativos

Se a decoração do ambiente for excessiva, o ideal é optar por rodapés mais discretos, básicos e lisos, com superfície homogênea. A ausência de tantos detalhes fará a composição ideal com o lugar.

Frisos para ambientes mais ousados

O rodapé com friso é aquele que traz linhas esculpidas ao longo de suas peças. Esse tipo de sulco pode conferir efeitos bem interessantes nos ambientes mais modernos e ousados. Um toque de sofisticação discreta para o ambiente.

Rodapés mais baixos para todo tipo de ambiente

Se você busca uma opção discreta, que caia bem em ambientes clássicos ou modernos, pode optar pelos rodapés mais baixos. São os mais tradicionais, com cerca de 5 a 10 cm de altura.

Materiais duráveis para áreas externas

Áreas externas da casa, como churrasqueiras e sacadas, trazem mais contato com as diferentes condições climáticas, além do grande fluxo de pessoas. Por essa razão, é válido escolher um rodapé em materiais mais escuros e duráveis, como os rodapés de pedra ou cerâmica.

Saiba quando usar ou não o rodapé

Nem sempre o uso dos rodapés é realmente indicado. Por exemplo, se o revestimento do seu piso for o mesmo das paredes, não há necessidade de uso. Se o ambiente tem paredes e piso revestidos em cimento queimado, porcelanato, mármore, ou granito, no entanto, podemos dizer que o uso do rodapé é uma escolha particular.

Ou seja, nesse caso, use o rodapé somente se achar que o ambiente precisa de um toque extra. Recortes e detalhes podem dar um toque mais requintado e clássico, porém, tenha cuidado apenas para não fazer escolhas muito chamativas.

Você pode ainda optar pelo modelo de rodapé invertido, ou negativo. A aparência é de um ambiente sem rodapé, como se as paredes estivessem “flutuando”, pois ele fica “para dentro” — é feito com uma canaleta metálica.

Agora que você já sabe como escolher o material, seja rodapé de porcelanato, MDF ou pedra, assim como tamanho, cor e outros detalhes importantes, já não ficou tão complicado escolher os rodapés ideais para cada ambiente, não é mesmo? Planeje-se antes de tomar qualquer decisão e usufrua de melhores resultados na sua casa!

O que achou das dicas deste post? Para não perder outros conteúdos relevantes como este, assine a nossa newsletter e receba diretamente em seu e-mail as nossas postagens futuras!

Reforma do Lar: Guia para a escolha do piso perfeito para cada ambient

 

 

Comments (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This