Quer gerenciar melhor sua carteira de clientes? Confira essas dicas

4 minutos para ler

Gerenciar a carteira de clientes pode ser uma missão desafiadora para a profissão do arquiteto, mas, sem dúvidas, é algo de grande importância. Ainda que a palavra desafio esteja presente na essência desse profissional, a adequada gestão da carteira de clientes é uma responsabilidade que aparece quando os negócios evoluem, mas que, muitas vezes, acaba sendo deixada de lado.

Um arquiteto que vislumbra ter sucesso precisa aprender bem a controlar a carteira de clientes. Neste post, você verá algumas dicas que, certamente, o ajudarão na sua eficiência administrativa. Confira as nossas informações!

Invista na segmentação da carteira de clientes

Segmentar a carteira de clientes é uma forma de fornecer um melhor atendimento, de modo que você terá a oportunidade de criar algo personalizado, o que é essencial para que o arquiteto se destaque no mercado. A solução projetada para um cliente será distinta. Segmentar a carteira é uma maneira de visualizar os seus clientes de acordo com suas particularidades e demandas.

Assim, fica mais fácil planejar estratégias de marketing mais eficientes, definir os valores a serem cobrados e atingir, com mais eficiência, a satisfação dos contratantes.

Os clientes podem ser separados em grupos definidos, segundo os critérios mais relevantes para você e seu trabalho. Por exemplo, é possível fazer grupos de acordo com o tamanho, por tipo de projeto, pela localização, pelo nível de rentabilidade, pelo perfil ou outros critérios que forem considerados mais pertinentes.

Avalie as oportunidades nos clientes atuais e ex-clientes

É necessário ter em mente que, uma vez cliente, ele pode continuar como um consumidor dos seus serviços futuramente, ainda que se mostre inativo por muitos anos. Portanto, é importante avaliar as oportunidades. Você pode ter elaborado um projeto grandioso anos antes para um contratante que realmente valeu a pena. Mesmo que ele não mais faça contato, é importante mostrar que ele não foi esquecido.

Identificamos um “ex-cliente” quando ele resolve contratar outro profissional, ou escritório, para realizar um serviço semelhante ao seu. Nesse caso, é preciso fazer com que o seu trabalho, de alguma forma, ainda chegue a ele.

Por isso, esteja presente na rotina dos clientes atuais e também na dos mais antigos. Pode valer a pena entrar em contato com os “ex-clientes” a fim de apresentar novidades, enviar um catálogo com novas soluções ou mesmo felicitá-los em datas comemorativas.

Faça avaliações dos serviços que foram prestados, dê espaço para que os clientes consigam se manifestar com clareza e maior riqueza de detalhes. Assim, será possível implementar melhorias e aprimorar os seus serviços.

Verifique o que pode ser feito para recuperar os clientes inativos

Recuperar um cliente é uma ação que exige empatia e aproximação. Procure saber por qual motivo ele se tornou inativo e se houve algum problema em relação ao atendimento ou ao serviço contratado. Analise, então, como solucionar essa questão com profissionalismo e colocando-se no lugar do contratante, com gentileza e educação. Uma boa dica é focar em argumentos técnicos.

Para que o seu escritório de arquitetura alcance os melhores resultados, você já deve ter entendido que é fundamental cuidar bem da sua carteira de clientes. Com mais dedicação, as chances de crescimento e consolidação da empresa serão maiores, e o relacionamento com os clientes será aperfeiçoado.

Nossas dicas foram úteis para você? Então, o que acha de assinar a nossa newsletter para receber outras informações e ideias como essas e não perder nenhuma dica no futuro?

 

GUIA PARA ARQUITETOS: Entenda como atrair e fidelizar mais clientes.

 

 

GUIA PARA ARQUITETOS: Entenda como atrair e fidelizar mais clientes.Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta