A importância de escolher o piso adequado para a escola

Instituições de ensino têm grande responsabilidade em relação à segurança e à integridade de seus alunos. Por isso, precisam atentar aos mínimos detalhes que garantam totalmente essa questão.

Isso inclui escolher corretamente o piso de salas de aula e outros espaços utilizados pelos estudantes. Cada um desses locais tem uma necessidade diferente e, por isso, é importante fazer uma instalação consciente e adequada.

Deseja saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura e aprenda mais sobre diversos tipos de piso para escola, suas características e vantagens!

Piso para berçário

Uma das principais variações de piso para escola é o chamado vinílico. Ele é indicado para berçários, creches e áreas de recreação destinadas para a primeira infância. Extremamente fácil de limpar, ele geralmente exige uma manutenção simples e é disponibilizado em diversas cores para combinar com a padronização de ambiente da instituição.

Sua instalação é simples e demanda, antes do revestimento vinílico, duas camadas de feltro macio e espesso e outra camada antiderrapante. Ou seja, é um piso que, além de preservar a segurança, garante também o conforto dos pequenos em qualquer atividade que seja realizada para estimular o desenvolvimento físico e mental dos alunos.

Piso para ensino infantil

A partir dos 5 anos de idade, as crianças estão mais acostumadas com as tarefas escolares e têm um maior controle sobre seu corpo. Com isso, não se sujam tanto e entendem que precisam respeitar regras de higiene e limpeza da sala de aula. Portanto, o piso para escola denominado monolítico pode ser uma ótima alternativa.

Esteticamente agradável, é ideal para espaços planos e sem recortes, comuns no ambiente educacional. Por proporcionar uma sensação de amplitude, ajuda na adaptação dos alunos, que, agora, precisam passar a maior parte de seu dia por ali. Para conservar o brilho e a cor do material, basta manter o hábito de encerar o chão. 

Outra escolha assertiva são os pisos paviflex. Eles são formados por placas térmicas, antiderrapantes e acústicas. Sendo assim, contribuem para que a sala de aula não expanda barulho para cômodos vizinhos e ajuda a evitar acidentes que possam acontecer com as crianças. Essa é uma boa opção também para brinquedotecas e bibliotecas, por exemplo.

Piso para ensino de jovens e adolescentes

Jovens e adolescentes são mais calmos e conscientes a respeito de suas atividades escolares. Portanto, qualquer uma das três opções de piso para escola já citadas são um ótimo investimento para essa faixa etária. Contudo, eles começam a frequentar com mais assiduidade outros locais da instituição, como pátios e quadras esportivas.

Pisos específicos para esses locais devem ser extremamente resistentes a impactos e não podem refletir a luz, para que os estudantes enxerguem suas demarcações com nitidez. É preciso encontrar também um equilíbrio entre a aspereza e a dureza, para que atritos e quedas não causem danos graves à pele.

A depender da funcionalidade do espaço, existe também a possibilidade de adotar texturas, como a de um gramado. Seja qual for o caso, a limpeza do piso deve ser muito bem-feita para uma maior conservação, uma vez que seu uso será constante.

Pronto! Agora que você já sabe as particularidades de cada piso para escola, poderá tomar uma decisão correta com o auxílio de um bom fornecedor no momento em que iniciar a obra ou a reforma do local.

E, se este conteúdo foi útil para você, aproveite e assine nossa newsletter para receber, em seu e-mail, outros artigos igualmente interessantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This