Cortina romana: confira 5 dúvidas comuns respondidas!

4 minutos para ler

Quando não colocamos cortina em uma janela, o ambiente fica com uma certa frieza e pouco acolhimento. O uso da cortina romana é uma excelente alternativa para renovar casas com decoração “vazia” e sem charme. O local adquire ares muito elegantes e aconchegantes, fornecendo mais conforto e sofisticação, seja qual for o ambiente.

Cortinas romanas representam uma forte tendência atualmente, pois a variedade de tons e tecidos é bem grande. O efeito delas na luminosidade e no décor, em geral, é lindo. Sem contar que essas cortinas são bem flexíveis na hora da instalação, adaptando-se a praticamente qualquer espécie de janela.

Você tem dúvidas sobre o assunto? Confira as nossas dicas sobre cores, tamanhos, materiais e como usá-las!

1. O que é importante saber sobre a cortina romana?

A estrutura dessas cortinas apresenta várias peças horizontais que dobram para baixo ou para cima conforme a manipulação. O vão no meio de cada dobra é a característica que cria o diferencial desses modelos. Assim, eles conferem ao cômodo um tom elegante e leve. Você pode acionar a cortina manual ou automaticamente, com controle remoto, nesse último caso.

Além disso, as persianas romanas também podem vir com blackout, bloqueando totalmente a entrada de luz. Existe, ainda, o modelo com tela solar, que permite que a luz passe pela cortina naturalmente, com sutileza. O material também varia: ela pode ser feita com tecidos, como o poliéster, ou de fibra natural, no caso do bambu.

2. Quais são as cores mais utilizadas?

Os tons usados com mais frequência na cortina romana são os neutros, claros ou o pastel. Isso porque tais cores adaptam-se de modo flexível aos mais variados estilos de décor. Fora isso, elas conferem total leveza ao cômodo.

Os modelos cinza são uma ótima pedida se você pretende evitar o tom mais claro, mais tradicional. A cortina cinza também confere aos ambientes aquele ar muito mais confortável e moderno. Porém, é possível também escolher peças com cores vibrantes e mais fortes. Há, ainda, modelos com estampa, que não deixam nada a desejar em beleza.

3. Em que locais vale a pena instalar essas cortinas?

É possível colocar a cortina romana em todo tipo de cômodo de sua casa. Em quartos e salas, sugerimos colocar modelos com o blackout, controlando, assim, a incidência de luz. Dessa forma, você ganha bem mais aconchego para descansar ou ver TV sem o incômodo do sol.

Já em banheiros ou em cozinhas, a nossa dica é que você evite as cortinas romanas feitas de tecidos. Dê preferência para as que são feitas com bambu ou outra fibra, pois sua limpeza é mais facilitada. Além disso, elas não acumulam gordura.

Reserve as peças de tecido para instalar na sua sala, no seu quarto ou mesmo no home office.

4. Como escolher tamanhos certos para as peças?

Agora, você deve estar se perguntando quais são as proporções certas para a cortina romana, correto? Elas têm de ir até a base das janelas ou direto até o chão? Na maioria das vezes, a cortina é instalada deixando-se de dez a vinte centímetros passando da janela. Isso vale para o topo, a base e para os lados, certo?

Se a ideia é compor uma decoração cheia de elegância, dê preferência por deixar a peça alcançar o piso — principalmente, se você estiver decorando seu quarto de casal ou salas em geral. Para quartos de crianças ou adolescentes, em que o décor é mais descolado, deixe-a atingir a linha da janela.

5. Como posso limpar uma cortina Romana?

A cortina vai manter sua beleza se for bem conservada no tempo. Neste caso, bastaria limpar a peça toda semana para não acumular muita poeira.

Como fazer isso? É simples: use espanador e, todo mês, passe o aspirador no local.

Essas foram algumas dicas para ajudar você a escolher, instalar e decorar com a cortina romana. Elegante e versátil, essa peça encanta sempre.

E aí, curtiu as nossas dicas de decoração? Não perca nenhum dos nossos conteúdos relacionados ao tema! Assine a nossa newsletter para receber sempre as novidades que temos para você.

MANUAL COMPLETO DE CORTINAS E PERSIANAS: ENTENDA MAIS SOBRE O ASSUNTO!Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta